terça-feira, agosto 08, 2006

SOL QUADRADO

" Quando me dei conta já estava lá... O pior não era a crise de abstinência química, nem a super lotação e tampouco a sobrevida que se leva lá dentro; O pior de estar ali é a sensação de abafo... De angústia e depressão. O pior é se perder pelos dias e pelas horas sem nenhuma expectativa. Não poder fazer o básico: Ir e vir. Acordar para ver o sol ou a chuva com os mesmos olhos despidos de luz. Estar ali é não sentir, é não saber se acordas morto ou vivo, é não saber o mundo lá fora, é não saber o próximo minuto... É o sistema. Um sistema que conduz de volta ao início, que te induz e seduz a voltar a errar, é o risco. Um sistema que tira de nós o oxigênio de qualquer ser humano: A liberdade. Eu mereci sim. Minha estadia de 37 anos no Carandiru não foi à toa, não sou um injustiçado. Apenas preciso dizer a todas as pessoas que aproveitem ao máximo sua liberdade, que reclamem menos da vida e dos problemas que ela traz. Que aproveitem mais seus dias; o sol, a família, os amigos, o trabalho, enfim... Todas as coisas simples que um dia podem ir embora. Minha sentença foi ser preso por tráfico de drogas, mas alerto que a vida tem outras sentenças; Você pode se tornar deficiente; Pode se acidentar; Pode nem viver mais... Pense nisto." M.B.S 67 anos - Traficante Carioca - Ex-presidiário

Um comentário:

  1. E o pior é que não praticamos! Lemos, identificamos, adoramos... mas depois esquecemos...

    Grande abraço.

    ResponderExcluir